8 minutos de guerreiros

O time do Fluminense, neste Sábado, jogou contra o Atlético-GO, fez um jogo muito ruim; tomou um gol de falta e outro de pênalti (2 a 0). Para se ter noção de como a situação do time era arrasadora, Rafael Moura perdeu um pênalti quando o time estava perdendo por 1 a 0, e na jogada seguinte, do Atlético, Digão derruba jogador do time goianiense dentro da área tricolor e o juíz marca pênalti (bem marcado); 2 a 0, e que situação para o He-Man (Rafel Moura). O Fluminense realmente estava e foi horrível o jogo inteiro… Bom, quase inteiro, porque em 8 minutos, a partir do minuto 37 do segundo tempo o time encorporou de forma devastadora aquele antigo time de guerreiros, e fez simplesmente 3 gols!!! Uma virada incrível, improvável, guerreira, indescrítivel, com 3 gols em apenas 8 minutos! Aos 37, Rafael Sóbis, que tinha entrado em campo recentemente, diminuiu a diferença no placar, depois fez outro aos 41 e igualou o placar, e a torcida ficou incendiada, o juiz deu 4 de acréscimos, e empurrado pela torcida, aos 45, após cobrança de falta de Marquinho, ele, que anteriormente era um vilão da partida, Rafel Moura subiu na área e, de cabeça, fez o gol da virada, se redimindo do pênalti perdido e se tornando o herói da partida.

Essa partida me lembra o jogo do Fluminense contra o Cruzeiro no final do Brasileirão de 2009, em que o Flu estava numa situação que parecia irreversível, na zona de rebaixamento, praticamente rebaixado, com chances de quase 99% de rebaixamento. O Cruzeiro, assim como o Atlético-GO fez hoje, abriu 2 a 0 no marcador, mas incrivelmente, virou e ganhou por 3 a 2. E a partir desse jogo o Fluminense iniciou uma reação espetacular, com uma série de vitórias incontestáveis, vencendo todos os jogos seguintes, a não ser o último, no qual empatou com o Coritiba e rebaixou o coxa; e com isso se livrou do rebaixamento.

Bom, tomando isso como base, espero que a história se repita e que o Tricolor dê início a uma série impressionante de vitórias e que nessa reta final o Flu consiga ocupar o G4, ou quem sabe, ser até mais ousado e improvável, como foi em 2009, sendo campeão, ou melhor, bicampeão brasileiro. E isso não é loucura, pois times como Corinthians e Flamengo, que estão sempre disputando as primeiras posições, já não estão jogando tão bem, nem vencendo tanto, então não fica tão difícil assim essa missão impossível, afinal, para o Fluminense não existe nada impossível.

~ por Raphael Mariano de Souza 7 em 03/09/2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: