“Brasil, mostre a sua cara!”

O que está acontecendo com a seleção brasileira? Qual é a explicação para a falta de vitórias, gols e apresentações AO MENOS “boas”?

Qual é o problema dessa nova seleção brasileira?

Muitos, inclusive eu, questionaram e “desceram a lenha” no trabalho do técnico Dunga; jogadores ruins, apresentações muito ruins, mas… Vitórias. Eu fui e sou um “anti-dunguismo”, mas pelo menos ele ganhava, e agora, além de fazer apresentações ruins, a gente nem ao menos vence. As estastísticas do Mano Menezes no comando da seleção são desastrosas, tomando-se o fato de ser a seleção que é. São 12 gols em 10 jogos (uma média ruim para o que é a seleção brasileira), 5 vitórias (Nenhuma sobre uma grande potência do futebo, mundial), 2 derrotas(Argentina, França) e 3 empates (Holanda,Venezuela e Paraguai). Alguns dizem: “Tem que dar tempo para o técnico”. Mas acontece que já passou do tempo e eu estou atordoado, irritado e impaciente. E como “analista futebolístico”, decepcionado com o trabalho do Mano, pois eu esperava muito mais dele.

Nós temos sim o maior futebol do mundo e nossa seleção tem sim a maior quantidade de craques juntos entre todas as seleções nacionais do mundo, mas talvez nossa seleção esteja nas mãos de um técnico que não está preparado para comandar um time como esse, talvez o Mano Menezes não tenha cacife para comandar esse time.

A seleção brasileira precisa de um técnico com mais “pulso”, mais experiência, mais domínio. O técnico perfeito para o Brasil, o melhor do país, recusou a seleção brasileira: Muricy Ramalho.

Quais são, na minha opinião, os problemas principais desse time? Quais são as razões do fracasso da seleção brasileira? Minhas 5 observações e opiniões para solucionar os problemas da seleção brasileira:

1- Muitas estrelas: A seleção brasileira tem muito jogador estrela, e isso, até hoje, nunca deu muito certo. Um exemplo disso é o time Galático do Real Madrid, com Ronaldo, Zidane, Figo, Beckham, Roberto Carlos e Cia, que não compensou o investimento feito nesses time. Portanto, é necessário um técnico capaz de conciliar Neymar, Ganso, Lucas, Pato e Daniel Alves.

2- Neymar: Individualista, acha que toda vez que pega a bola tem que fazer alguma coisa de diferente (assim como o gajo Cristiano Ronaldo), sempre tenta driblar quando um simples toque bataria para realizar uma boa jogada, é muito cai cai (isso me irrita muito, tenho muita aversão em relação a jogador que fica se jogando no chão). Além disso ele tenta simplificar demais a jogada, tenta limpar demais, entrar muito na área, tem que saber a hora de chutar logo, chegar batendo.

3- Defesa: O Brasil precisa de uma defesa mais consistente. O Brasil tem dois zagueiros que atuam bastante adiantados e dois laterais muito ofensivos e falhos na defesa. Quando os zagueiros saem os laterais deveriam cobrir o espaço vazio, mas isso é raro na nossa seleção. O Danie Alves é um jogador que, apesar de ter muita qualidade, erra muito, e perde a bola muita no ataque, propiciando um contra-ataque rápido pelo espaço vago deixado pelo mesmo na defesa. Tanto o Dani Alves quanto o André Santos vão muito no ataque, deixando a defesa muito exposta, e se o Brasil perde a bola o adversário contra-ataca, pega o Brasil “sem-calças” e é aí que o Brasil toma muito gol. É necessário estruturar essa defesa, ou segurando as subidas desses laterais, ou trocando-os e colocando laterais com tendência mais defensiva.

4- Ofensividade/Relação defesa-ataque: No geral, esse time do Brasil tem caráter muito ofensivo (zagueiros que atuam amis adiantados e tem qualidade na saída de bola, laterais muito ofensivos, um segundo volante bem ofensivo que é o Ramires, e jogadores que atuam do meio para frente que não auxiliam muito na marcação). Sendo assim, o Brasil precisa de uma defesa mais fixa para que a ofensividade não comprometa negativamente os resultados da seleção. Segurando o Lúcio (como o Mourinho fazia quando era técnico da Inter), impedindo suas frequentes subidas ao ataque e fixando os laterais mais na defesa, o resto do time fica livre para se movimentar ofensivamente e com agilidade sem comprometer a defesa.

5- Centroavante: A seleção brasileira não tem um centroavante, um ponto de referência, cabeça de área, “banheirista”, um jogador que seja um goleador-nato, artilheiro, um jogador que não volte muito, que se fixe lá na frente. O Neymar é um ponta-esquerda e o Pato, ao contrário do que alguns pensam, não é um centroavante, e sim segundo atacante, portanto são dois jogadores que saem mais da frente e vão buscar o jogo. A opção que o Mano tem é utilizar o Fred e jogar num esquema 4-3-3 (4-2-1-3 ou 4-1-2-3).

A minha seleção:

Júlio César, Maicon, Lúcio, Thiago Silva, Marcelo, Sandro, Ramires, Ganso, Lucas, Neymar e Pato

Obs: Na imagem houve um equívoco, no lugar do Dani Alves a intenção seria o Maicon. A legenda é que está correta.

Comentários: Eu trocaria os dois laterais, colocando Marcelo (melhor lateral-equerdo que o Brasil tem) e Maicon (que tem tanta qualidade quanto o Dani Alves, porém erra menos), segurando um pouco mais o Marcelo do que o Maicon, porém tentando fixar ambos mais na defesa. Trocaria o volante Lucas Leiva pelo Sandro, ex-Inter de Porto Alegre, que é um jogador que tem mais qualidade, tanto no desarme individual quanto na qualidade de passe, saída de bola e subidas ao ataque. O Ganso faria o mesmo papel que está fazendo, servindo como “motorzinho” do time, distribuidor de bolas, como se fosse o Xavi ou Iniesta no Barcelona. E colocaria o Lucas Silva, do São Paulo, se movimentando de forma alternada entre o meio e o ataque, partindo pra cima, com velocidade, trabalhando a bola principalmente com o Ganso e saindo nas costas do defensor adversário. Manteria o Pato como referência, apesar de não ser sua função original, pois não acho que com esse esquema um centroavante faria falta. Desta forma, com a defesa bem fixa, os meias e atacantes ficariam livres para atacar e com os meias se movimentando bastante, alternando as posições, e com Neymar invertendo os lados, assim enlouquecendo e confundindo a defesa adversária.

~ por Raphael Mariano de Souza 7 em 09/07/2011.

Uma resposta to ““Brasil, mostre a sua cara!””

  1. Mas, Rafhael, “essa” é a cara do Brasil. A cara de gente que recebe uma baba para fazer seu trabalho, trabalho esse, diga-se de passagem, difícil de conseguir, e que depois faz pouco caso com o povo. E isso, meu querido, é uma prática comum a outras áreas: é assim com nossos políticos, com nossos artistas, com nossos jogadores de futebol, com todos que querem uma chance de ficar famosos. Depois que ficam, nós passamos todos a chatos!

    Bjo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: