Fluminense na Libertadores, uma linda e trágica história

O Tricolor das Laranjeiras começa hoje o seu caminho na Libertadores em busca da volta por cima [espero que não pegue a LDU pela frente (risos)]. O Fluminense foi vice-campeão da Libertadores no ano de 2008, trilhando uma campanha vitoriosa, linda, despachando times favoritos como São Paulo e o gigante Boca Juniors e chegando na final como favorito diante da LDU, do Equador; uma final de jogos de ida e volta.

Se tem uma coisa com a qual eu não concordo é com jogos em altitudes muito elevadas, acho uma verdadeira covardia! Uma covardia sem tamanho! Isso muitas vezes acaba com o time que na verdade é o que merece ganhar, o que jogou bola para isso. A bola fica muito leve e super veloz, fica indefensível para o goleiro, além de ser muito difícil respirar. Eu acho que deveria haver um limite de altitude na qual poderia se realizar jogos oficiais, principalmente uma final dessas, tão importante. E não é dor de cotovelo de torcedor isso não, eu penso assim em qualquer situação, e não apenas quando é o meu time que está jogando.

O primeiro jogo da final foi no Equador, no estádio da LDU. Com um Fluminense desacostumado, não sabia como jogar nessa altitude e, com um primeiro tempo vergonhoso e um segundo tempo mais cuidadoso, já com o conhecimento do perigo, e com uma pequena reação o resultado foi 4 a 2 para a LDU. Que desastre, o Fluminense precisaria vencer por 3 gols de diferença para ser campeão de forma direta no Maracanã. A altitude foi responsável pelo resultado, o Fluminense tomou os 3 primeiros gols com chutes que aqui seriam fáceis de se defender, mas Fernando Henrique não sabia da dificuldade, e o goleiro que foi espetacular no torneio, o melhor, a muralha, intransponível, foi vencido pela bola tão rápida.

No jogo de volta, o maior espetáculo que o Maracanã já viu, a festa mais linda que eu já vi na vida, a torcida do Fluminense estava simplesmente indescritível, um tanto comovedora, um verdadeiro 12º jogador. Foi a vitória mais triste da história do Tricolor Carioca e do torcedor tricolor. Em noite de herói Thiago Neves se tornou o único jogador a té então a fazer 3 gols numa finald e Libertadores, 3 a 1 Fluminense, resultado esse que levaria à prorrogação. Durante o jogo o árbitro deixou de marcar 2 pênaltis totalmente claros a favor do Fluminense, o que provavelmente teria mudado toda a história. Para mim o árbitro foi quem impediu o Flu de se consagrar, tudo por causa de dois lances claros, que se você parar pra refleti-los e pensar no que eles poderiam representar é emocionante, é triste. Mas a história não terminou bem, ninguem fez gol na prorrogação e a decisão foi para os pênaltis. O torcedor tricolor que assistiu a essa final nunca vai esquecer do nome Cevallos, goleiro da LDU, o qual simplesmente defendeu o pênalti de Conca, do herói Thiago Neves e do último batedor, o artilheiro Washington. Naquela noite do dia 2 de Julho para o dia 3 (que por sinal é meu aniversário, o mais triste da minha vida) o Maracanã se calou, as lágrimas jorraram, tanto no estádio quanto no meu rosto… Já quase não consigo escrever mais, é muito difícil para mim lembrar disso, falar sobre isso… O Fluminense merecia, mas o futebol é assim, uma caixinha de surpresas. O time espetacular do Flu comandado por Conca e principalmente Thiago Neves pelo meio, com Washington e Dodô voando, com uma defesa dos sonhos, com o Monstro Thiago Silva, o capitão Luis Alberto e Fernando Henrique intransponível, o Fluminense foi derrotado por 2 nomes que a história tricolor nunca há de esquecer, o do árbitro Hector Baldassi e do goleiro Cevallos.

O time não foi campeão, mas foi um time vitorioso e que ficará marcado para sempre na memória do torcedor que acompanhou o Fluminense na Libertadores 2008.

Agora o Fluminense espera conseguir repetir a campanha feita em 2008, porém dessa vez chegando an final e ganhando sem cometer os mesmo erros. O Fluminense tem um ótimo elenco e é totalmente capaz de conquistar esse título, e a minha maior vontade é uma nova final contra a LDU, massacrando os equatorianos. Porém o time tem um caminho muito difícil pela frente, tendo na competição equipes realmente muito boas como o Santos, o Inter de Porto Alegre e o Cruzeiro. O Tricolor Carioca estreia hoje, dia 09/02, contra o Argentinos Juniors, às 22h, horário de Brasília, no Engenhão.

~ por Raphael Mariano de Souza 7 em 09/02/2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: